Blog

Informações jurídicas com textos fáceis e rápidos de ler

2 benefícios poderosos do licenciamento de uso de marca

2 benefícios poderosos do licenciamento de uso de marca

Dentre os diversos benefícios de uma marca registrada, um dos mais citados é o da proteção contra a concorrência. Não está errado, porém a marca possui uma versatilidade muito maior.

Uma forma de aproveitar ao máximo os benefícios previstos na Lei da Propriedade Industrial, nº 9.279/1996, é o licenciamento de uso de marca, cuja aplicação dependerá de uma análise prévia e pormenorizada da realidade de cada negócio, a fim de verificar as vantagens e as desvantagens na sua aplicação.

A intenção, portanto, é trazer o exemplo de 2 benefícios poderosos do licenciamento de uso de marca, de modo a te instigar a olhar de outra forma para a marca do seu produto ou do seu serviço, e para ter em mente que ela pode resolver um problema do negócio e criar oportunidades por ventura ainda não vislumbradas.

1. Testar a viabilidade do negócios antes de franquear

Alguns negócios já nascem com sua projeção baseada no sistema de franquias, mas nem sempre o empreendedor tem a noção exata de como funciona essa modalidade e se o seu negócio está apto às regras que estão previstas na Lei de Franquias, nº 8.955/1994.

Uma maneira de solucionar essas dúvidas iniciais na aceitação (o não) do negócio como franquia é utilizar o licenciamento de uso de marca como teste de conceito do MVP (Minimum Viable Product). Basta que o contrato seja cuidadosamente redigido para minimizar riscos e prejuízos quando decidir pelo encerramento do licenciamento. É importante, por uma questão de boa-fé, deixar todas as regras do licenciamento bem definidas no contrato, inclusive a possibilidade de conversão do licenciamento em franquia, para que o licenciado saiba que se trata de um teste.

Embora não seja difundido, existem inúmeros casos de negócios que iniciaram seus testes de expansão por intermédio do licenciamento de uso de marca, e que hoje estão consolidados no mercado como franqueadores de sucesso.

O licenciamento de uso é, sem dúvidas, um benefício poderoso a ser considerado por quem pretende capilarizar a comercialização de seus produtos e serviços.

2. Usar a boa fama da marca para gerar mais lucro

Construir uma marca que alcance um reconhecimento importante junto ao consumidor é uma tarefa árdua. Requer tempo, dedicação, dinheiro e uma identidade própria consolidada para ter uma boa história para contar e atingir o público alvo que interessa para o negócio.

Sabemos que são poucos os empreendedores que conseguem atingir esse nível de maturidade do negócio, pois sua atenção está sempre voltada para o cumprimento diário de metas para saldar as obrigações da empresa e suar para fazer sobrar algum lucro, não é mesmo?

Vislumbrando o potencial destes pequenos (e guerreiros) empreendedores, titulares de marcas já consolidadas tem utilizado o licenciamento de uso de marca como forma de ampliar suas receitas através de parcerias que possibilitam a exploração de nichos de mercado bastante centralizados, tais como padarias, academias, etc.

Por outro lado, os benefícios que o pequeno empreendedor adquire ao ser licenciado de uma marca famosa são bem expressivos, pois além de agregar valor ao negócio já em andamento, traz uma chancela de profissionalismo e qualidade que influencia diretamente no poder de escolha do cliente, acarretando mais lucro para o negócio, mesmo com a obrigação de ter que pagar para ser licenciado de uma marca famosa.

Não se limite, portanto, em pensar na marca como mero instrumento de proteção, pois ela tem muito mais a agregar ao seu negócio.

Saiba mais sobre o assunto. Baixe, gratuitamente, o ebook Propriedade Intelectual nos Negócios clicando aqui.

Leia mais:

+ Qual o tipo de marca devo escolher para o meu negócio?

+ Vantagens em ter a marca registrada.

+ Razões para investir e zelar pela marca

Tags: , , , , , ,